Quantcast

2 time-lapses da rotação da Terra que vão mudar a sua pespectiva

O seu mundo já ficou virado de cabeça para baixo? Isso aconteceria todos os dias se ficássemos fixos nas estrelas. Do local onde estamos, na Terra, é fácil esquecermo-nos que o nosso planeta está em contante rotação. A maioria dos time-lapses do céu faz com que pareça que o céu é que está a girar ao nosso redor, mas na verdade é o contrário.

O astrofotógrafo, Bartosz Wojczyński, criou um time-lapse (lapso de tempo) hipnotizante que mostra a Terra girando ao longo de 24 horas, utilizando o céu como ponto de referência, em vez da terra.

 

O fotógrafo polaco fotografou em Tivoli, Namíbia, onde usou uma lente Irix 15mm f/2.4 numa Nikon D810, numa plataforma de rastreamento celestial e estável de alta precisão, SW Star Adventurer.

Durante 23 horas e 56 minutos, Wojczyński fotografou um frame a cada minuto. Combinou os frames num vídeo de time-lapse e repetiu a sequência sessenta vezes para criar o vídeo 4K de 24 minutos.

Outro astrofotógrafo, Aryeh Nirenberg, também criou um vídeo deslumbrante, que faz com que a realidade pareça incrivelmente assimétrica.

Leia também:  Os edifícios mais estranhos (e malignos) do mundo [Parte 5]

Nirenberg fez uma série de fotografias a cada 12 segundos por cerca de 3 horas, e conseguiu capturar a rotação da terra em relação à Via Láctea.

 

Utilizou uma plataforma de rastreamento celestial, que é uma ferramenta muito utilizada em astrofotografia e que permite rastrear estrelas e planetas conforme eles se movem no céu, imitando a rotação constante da Terra.

À medida que o nosso planeta gira em torno do Sol, a Terra gira num eixo que vai do Norte ao Sul, girando a cerca de 1600km por hora. O tempo que leva para completar essa rotação, perfazendo uma volta completa, é chamado de dia sideral, que não é exactamente 24 horas, mas sim 23,9344696 horas.

A plataforma é alinhada à Estrela do Norte e gira a câmara a uma taxa de 15º por hora, que é a mesma taxa de rotação da Terra. Assim, a câmara segue as estrelas no céu, permanecendo apontada sempre para o mesmo ponto.

Isso é o que permite que a Via Láctea apareça “fixa” no time-lapse, enquanto a nosso planeta gira à volta.

E com isto, mudamos a nossa perspectiva da galáxia e do nosso lugar minúsculo dentro dela.

0 0 VOTOS
Avaliação do artigo
🔥 Sugestões:

rickyunic

Um projecto com mais de 19 anos, onde apresento e abordo assuntos que me interessam a cada momento da vida. Desde humor, a saúde, passando pela tecnologia, a sexualidade e a espiritualidade. Tudo é válido neste espaço. Conto consigo para passar um bom momento a dois. Peace and Love. Carpe diem. Namastê.

Também poderá gostar de...

0 0 VOTOS
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários