Açúcar associado a aumentos de epidemias bacterianas

PUBLICIDADE

 

Uma equipa de investigadores descobriu que a trealose faz aumentar a virulência das epidemias de linhagens da bactéria C. difficile, que predomina nas infecções hospitalares.

Nos últimos anos tem-se verificado um aumento das infecções hospitalares causadas pela bactéria C. difficile nos países desenvolvidos.

“O nosso grupo e outros descobriram que as linhagens RT027 e RT028 da C. difficile tornaram-se dominantes mais recentemente à volta do mundo”, disse James Collin, da Faculdade de Medicina Baylor, EUA, primeiro autor do estudo, que associou aquele açúcar ao aumento das infecções hospitalares.

Para o estudo, a equipa propôs-se saber o que tinha ajudado aquelas linhagens bacterianas a tornarem-se um risco tão grande para a saúde. “Procurámos outros factores que poderiam ajudar a RT027 e a RT028 a aumentarem a sua virulência”, disse o investigador.

Os investigadores descobriram que essas linhagens podem crescer com níveis do açúcar trealose cerca de 1.000 vezes menores do que as que necessitam outras linhagens da bactéria, dando às RT027 e a RT028 uma grande vantagem. Cada linhagem é altamente eficiente a usar a trealose e fez evoluir mecanismos independentes para usar este açúcar.

Para testar a capacidade de estas linhagens metabolizarem os níveis baixos de trealose com uma maior severidade infecciosa, os investigadores conduziram um ensaio em ratinhos com infecções causada por C. difficile.

Os ratinhos receberam uma estirpe da linhagem RT027 e um grupo seguiu uma dieta com a presença de trealose e outro sem trealose. Foi verificado que a alimentação dos ratinhos produziu efeitos diferentes sobre a virulência das infecções, a qual foi maior no grupo que teve trealose incluída na sua alimentação.

A equipa apurou ainda que o aumento da severidade das infecções na presença da trealose não era devida a maiores números de bactérias, mas sim devido à produção de níveis mais elevados de toxinas pela RT027.

Os autores admitem que a trealose será então o principal factor por trás do aumento das infecções hospitalares por C. difficile, já que por exemplo, nos EUA, este açúcar foi aprovado como aditivo alimentar em 2000 e três anos depois verificou-se um aumento de infecções com as linhagens RT027 e RT078.

PUBLICIDADE

Também poderá gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.