Apenas uma refeição de “fast-food” danifica as artérias imediatamente

PUBLICIDADE

 

Um novo estudo demonstrou que basta uma refeição rica em gordura saturada para provocar alterações imediatas nas artérias que podem conduzir a doenças cardiovasculares.

É um facto assente que ter uma alimentação rica em gordura saturada e colesterol contribui, com o passar do tempo, para o risco de doenças cardiovasculares.

No entanto, o estudo conduzido sobre 10 homens saudáveis, por investigadores da Faculdade de Medicina da Geórgia em Augusta, EUA, evidenciou que o consumo de uma só refeição desse género produziu alterações quase imediatas e danificadoras nas artérias.

Os 10 participantes praticavam exercício físico regularmente e apresentavam níveis saudáveis de colesterol e de lípidos no sangue. Tyler W. Benson, primeiro autor do estudo, e colegas dividiram os homens em dois grupos.

Um dos grupos, com cinco homens, recebeu um batido de leite com elevado teor de gordura, mas proporcional ao peso de cada um dos participantes. Os outros homens receberam uma refeição com as mesmas calorias dos batidos, mas com pouca gordura.

Os investigadores fizeram exames bioquímicos aos participantes quatro horas após as refeições, tendo-se focado no impacto da gordura sobre os glóbulos vermelhos.

Foi observado que os glóbulos vermelhos ficaram mais pequenos, tendo adquirido uma espécie de bicos. Os investigadores explicaram que esses bicos nos glóbulos vermelhos danificam as veias e são a base das doenças cardiovasculares.

Mais, foi observado um aumento na enzima mieloperoxidase (MPO), que se pensa estar implicada na aterosclerose e ataque cardíaco, e ainda um aumento numa espécie reactiva de oxigénio que pode interferir com o funcionamento dos glóbulos vermelhos.

Finalmente, foram observadas alterações nos glóbulos brancos com aumentos nos monócitos pro-inflamatórios, à semelhança de uma infecção.

Foi observado que estes danos são no entanto reversíveis e tendem a desaparecer oito horas mais tarde. No entanto, os investigadores realçam que apesar de o corpo lidar com esses danos, o mesmo não se passará se repetirmos o mesmo na refeição seguinte, e por aí fora.

 

Via: Estudo publicado na revista “Laboratory Investigation”, Photo by Dana Tentis from Pexels, artigo

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ajude-nos adicionando o nosso site à sua whitelist do adblock. A publicidade ajuda-nos a oferecer-lhe informação livre e gratuita. Obrigado.

Já imaginou viver numa época onde toda a informação é manipulada?

Detectámos que está a utilizar um bloqueador de anúncios.

Por favor, considere adicionar o nosso site à sua lista de sites permitidos.

Os custos para manter um site activo são relativamente elevados.

Ao apoiar os sites independentes está a contribuir para o acesso à livre informação.

Obrigado!