Ecossexualidade: pessoas que fazem sexo com a natureza

Photo by Alena Koval from Pexels
Partilha nas redes:

Uma coisa é acabar com as palhinhas e plástico e fazer reciclagem diariamente. Mas os ecossexuais levam o seu amor pelo planeta a um nível totalmente novo.

O que é exactamente a ecossexualidade? É uma identidade sexual que está na moda, em fase de crescimento e que significa tudo, desde literalmente fazer sexo com a natureza até fazê-lo da forma mais ecológica possível.

A ecossexualidade é onde a ecologia encontra a sexologia. É imaginar a Terra como um amante. A ecossexualidade é um termo genérico para as pessoas que tratam a natureza como um parceiro sensual para proteger em vez de um recurso para explorar. O modo como um ecossexual pratica e expressa a sua ecossexualidade depende, no entanto, dela própria.

Uma das maneiras mais comuns de ser um ecossexual é utilizar produtos sexuais biodegradáveis e/ou orgânicos. Um ecossexual pode procurar comprar brinquedos sexuais ecológicos, lençóis naturais ou até tampões orgânicos. O uso de produtos que não causam danos à Terra é uma forma de um ecossexual se sentir mais satisfeito.

No extremo oposto do espectro estão indivíduos que literalmente fazem sexo com a terra. Para algumas pessoas, fazer sexo com a natureza ou fazer sexo com um parceiro e incorporar a natureza na sua relação sexual é uma forma de se sentirem mais excitadas. Pode ser pela sensação táctil da sujidade na sua pele, ou saber que está a envolver a natureza na sua experiência sexual.

A ecossexualidade é inclusiva, e os ecossexuais podem se enquadrar em qualquer parte do espectro da identidade sexual, de heterossexual, homossexual, trans e mais além.

 

RELACIONADO:  Clima de muito sol pode influenciar risco de esclerose múltipla

Alguns pontos sobre a ecossexualidade:

1. A ecossexualidade envolve fazer sexo com a natureza
A ecossexualidade é fundamentalmente sobre mostrar à Terra algum amor (fisicamente ou não).

2. A premissa principal é que a natureza é vista como uma “amante” e não como a “mãe”
Numa época em que o mundo necessita de compaixão, os ecossexuais acreditam que tratar o planeta como a nossa mãe (alguém que tolera maus comportamentos por causa do amor) e não como amante não é a abordagem correcta.

3. A ecossexualidade é uma nova abordagem para parar as alterações climáticas
Ao verem a terra como uma amante, os ecossexuais esperam poder ajudar na luta contra as alterações climáticas e proteger o meio ambiente, porque todos estarão mais empenhados em preservar o planeta.

4. A ecossexualidade é uma identidade sexual como qualquer outra
A ecossexualidade não é apenas um hobby. É uma identidade sexual como ser homossexual ou bissexual.

5. Os ecossexuais podem ter relacionamentos de longo prazo
A ecossexualidade não é apenas fazer sexo com a Terra (embora uma parte seja verdade), os ecossexuais podem até se casar com o sol, a lua, a terra ou as estrelas.

6. Existe um crescente interesse no conceito de ecossexualidade
Embora o leitor possa nunca ter ouvido falar acerca da ecossexualidade, esta surgiu pela primeira vez em 2016. E observando os dados de tendências do Google, não mostra sinais de desaceleração.

7. Os ecossexuais utilizam preservativos nos dedos para fazer sexo com as flores.

Photo by Pony Express


Isso ocorre porque a contracepção é uma parte importante da ecossexualidade e as pessoas utilizam um preservativo nos dedos antes de acariciar as flores para não interferir na polinização.

Partilha nas redes:

rickyunic

Um projecto com mais de 15 anos, onde apresento e abordo assuntos que me interessam a cada momento da vida. Desde humor, a saúde, passando pela tecnologia, a sexualidade e a espiritualidade. Tudo é válido neste espaço. Conto consigo para passar um bom momento a dois. Peace and Love. Carpe diem. Namastê.

Também poderá gostar de...