Quantcast

[Poema] Um grito

Hoje sou um misto de revolta, de ânsia de tudo partir… de puxar a toalha da mesa e sacudir a poeira, mesmo que tudo se parta. Ao menos posso recomeçar do zero. Eliminar tudo o que me incomoda, as pessoas, as vozes, as frustrações… e partir. Partir à procura da liberdade que procuro desde que me conheço, e que tanto preciso para equilibrar este vulcão que é o meu coração, pleno de emoção. Quero revoltar-me contra todos, contra o mundo, contra as pessoas cínicas, hipócritas e que fazem mal de forma gratuita…

Estou farta!!!

Mundo hipócrita, onde todos parecem ter um sentido, mas depois de me acalmar, no meio dos meus pensamentos, às vezes acho que o ser mais equilibrado deste circo mundial, sou eu!

Gostava de deixar sair esta força que me corre nas veias, que me domina, que me faz sentir viva, que me faz transpirar e que me faz olhar em redor e ver com olhos de ver. Que merda de mundo é este? Que raio de pessoas são estas? Onde me fui meter?

Leia também:  [Poema] Viagem ao outro lado...

Não me consigo integrar nesta sociedade, nesta forma de pensar e viver… eu não sou assim. Dou-me a 100 por cento. Luto a 100 por cento. Amo com todo o meu ser. Luto com todas as minhas forças. Mas a maioria das pessoas é morna… não gosto, custa-me lidar e aceitar!

Não pertenço aqui, mas preciso destas pessoas para evoluir. Para atingir um estado superior. Que não sei qual é, mas que vou atingir! Mesmo que não nesta vida, numa outra qualquer. Talvez um dia, se não me perder no caminho…

0 0 VOTOS
Avaliação do artigo
🔥 Sugestões:

Serena

Uma viajante entre dimensões, inconsciente das suas verdadeiras capacidades e propósitos. Sempre em busca do equilíbrio neste estado da vida onde me encontro.

Também poderá gostar de...

0 0 VOTOS
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários