Quantcast

Quando acender uma vela peça um desejo

Acender uma vela com um propósito ou uma intenção específica é praticado em todo o mundo por pessoas de todas as esferas da vida, variadas inclinações espirituais e uma ampla gama de religiões.

Já se perguntou por que quase todas as culturas do mundo usam velas nas suas cerimónias, rituais e celebrações? Embora pouco se saiba da sua origem exacta, as velas já existem há mais de 5 mil anos. Antes da propagação da electricidade, o mundo contava com velas para iluminar as suas casas à noite, para marcar as horas e para fins cerimoniais.

As velas foram desenvolvidas por civilizações antigas no antigo Egipto, Roma, Índia, China e Japão, entre outros.

Acender uma vela simboliza trazer luz aos nossos desejos ou vontades. Uma vela pode ser acesa como uma oração pela paz ou um pedido de cura. Colocamos e acendemos velas nos nossos bolos de aniversário em comemoração a cada ano das nossas vidas.

As pessoas de fé cristã acreditam que acender uma vela simboliza a luz de Cristo.

Os pagões antigos e outras religiões pré-cristãs usavam velas e lanternas nas suas cerimónias religiosas para honrar os seus deuses e ancrestrais com magia de fogo. Mas foi apenas no final da Idade Média no séc. XII que os cristãos começaram a prática de acender velas nos altares das igrejas para imbuir as orações com a luz divina de Deus.

Para os budistas, o uso de velas como oferenda em rituais e cerimónias é um antigo costume no qual as velas são colocadas em frente aos santuários budistas como um símbolo de respeito. A luz da chama representa a iluminação dos ensinamentos de Buda.

Na Wicca, uma religião com raízes pagãs estabelecida no início do séc. XX, a magia da vela é combinada com outras formas de magia, como magia elemental, numérica e colorida, e é essencial para a manifestação e lançamento de feitiços.

Num nível simbólico, uma vela incorpora os cinco elementos: terra, água, ar, fogo e espírito. O pavio e a base significam a terra e são vitais para manter a chama estável. A cera, que se transforma de sólido em líquido e depois em gás, emula as propriedades transmutacionais do elemento água. O oxigénio, representante do ar, é crucial tanto para manter a chama acesa quanto para apagá-la. Depois, há a chama, que é uma conexão directa com o fogo – o elemento de transformação e renascimento. O fogo também representa a paixão e exerce a nossa força de vontade. E, curiosamente, o quinto elemento, o espírito, que somos nós quando focamos a nossa intenção na vela e a infundimos com a nossa alma e energia.

Leia também:  6 benefícios do Palo Santo

 

“A magia começa quando definimos uma intenção. A intenção é a chave para qualquer ritual ou prática.”
– Candace Looft

 

Velas acesas são reflexos do nosso Eu emocional e ajudam a iluminar os nossos corações quando nos sentimos sobrecarregados.

Vamos conhecer um ritual simples de acender velas.

1. Limpe a sua aura de qualquer energia pesada antes de iniciar o ritual. Pode defumar com palo santo ou sálvia, acender um incenso ou fazer algo tão simples como tomar um duche.

2. Tenha junto a si um papel, uma caneta, uma vela e uma superfície resistente ao calor para colocar a vela acesa. Pode adicionar cristais, imagens e flores no seu altar ou perto da vela.

3. Feche os olhos e respire fundo, inspirando pelo nariz e expirando pela boca. Ao expirar, concentre a sua atenção no chacra do terceiro olho, directamente entre as sobrancelhas.

4. Respire fundo outra vez e, desta vez, usando o olho da mente, visualize os seus objectos e o que você gostaria de manifestar, vendo-se activamente a experimentar/viver essa realidade e a focar apenas na sensação de como isso é.

5. Depois de captar esse sentimento e visualizar o seu desejo, pegue na caneta e no papel e anote a sua intenção.

6. Quando terminar, diga a sua intenção em voz alta – quantas vezes quiser. Em seguida, dobre o papel em quatro partes iguais e coloque-o sob a superfície resistente ao calor. Em seguida, coloque a vela em cima.

7. Se colocou outros objectos no seu altar ou junto à vela, prepare-os e envie a energia da sua intenção para a vela.

8. Acenda a sua vela e olhe fixamente para a chama, e continue a enviar a sua intenção para a luz. Pode se sentar à frente da vela pelo tempo que quiser.

9. Quando estiver pronto, feche o ritual da vela com palavras de gratidão e uma afirmação positiva. Pode dizer algo como “Em agradecimento, encerro este ritual sagrado e abro-me para manifestar tudo o que é para o meu bem maior e para o bem de todos”.

Leia também:  Conexões invisíveis

10. Deixe a sua vela queimar o quanto for necessário, certificando-se de apagá-la antes de sair. Depois de queimar completamente, pode acender outra vela para manter a energia fluindo enquanto continuar a trabalhar para dar vida à sua intenção. Ou pode remover a intenção que colocou por baixo da superfície e criar um novo ritual de vela para ajudá-lo a manifestar a sua próxima intenção.

ATENÇÃO: Utilize a sua vela apenas num local com vigilância permanente. Nunca abandone o local onde tem a vela acesa, nem que seja por alguns segundos. Sempre que se ausentar deverá apagar a vela. Nunca coloque duas velas acesas com menos de 10cm de espaço entre elas. De forma a prevenir e lidar com situações de incêndio, tenha sempre um extintor na sua casa.

Pode optar por acender velas para pedidos, desejos, intenções, orações, ou como forma de gratidão ou reflexão interna.

Espero que tenha gostado deste artigo escrito com ❤️ amor. Deixe-nos saber, através dos comentários, se costuma acender velas para rituais, ou transmitir-nos os seus rituais preferidos.

0 0 VOTOS
Avaliação do artigo
🔥 Sugestões:

rickyunic

Um projecto com mais de 19 anos, onde apresento e abordo assuntos que me interessam a cada momento da vida. Desde humor, a saúde, passando pela tecnologia, a sexualidade e a espiritualidade. Tudo é válido neste espaço. Conto consigo para passar um bom momento a dois. Peace and Love. Carpe diem. Namastê.

Também poderá gostar de...

0 0 VOTOS
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários