Chá oolong inibe o crescimento e progressão das células do cancro da mama

Photo by NIKOLAY OSMACHKO from Pexels
Tempo de leitura: 4 min.

Algumas pessoas bebem chá para relaxar ou para obter a sua dose de cafeína. Mas sabia que o chá oolong também pode ajudar a inibir o crescimento de células do cancro da mama?

Num estudo publicado na revista Anticancer Research, indica que os cientistas descobriram que o chá oolong está ligado aos danos no ADN das células do cancro da mama.

Os resultados do estudo também sugerem que o chá oolong pode ajudar a inibir o crescimento e a progressão dos tumores. Os cientistas estão com esperança de que o chá oolong possa, um dia, ser utilizado como uma estratégia não-tóxica para prevenir o cancro da mama.

O que é o chá oolong?
Oolong é um chá que combina as qualidades dos chás preto e verde, tendo muitos benefícios para a saúde e pode impulsionar o seu metabolismo e reduzir o stresse.

O chá oolong é um chá tradicional chinês e é feito a partir das folhas da planta Camelia Sinensis. Esta é a mesma planta usada para fazer chá preto e chá verde, mas o chá oolong é feito através de um processo diferente.

Todas as folhas de chá têm certas enzimas que produzem uma reacção química chamada oxidação. A oxidação transforma as folhas de chá verde em chá preto. Enquanto as folhas de chá verde não oxidam muito, as folhas de chá preto oxidam até ficar preto.

O chá oolong está entre os dois, é apenas parcialmente oxidado. Esta oxidação parcial dá ao chá oolong a sua cor e sabor característico, contendo várias vitaminas, minerais e antioxidantes úteis.

Uma chávena de chá oolong contém:
-Fluoreto (5 a 24% da DDR)
-Manganês (26% da DDR)
-Potássio (1% da DDR)
-Sódio (1% da DDR)
-Magnésio (1% da DDR)
-Niacina (1% da DDR)
-Cafeína (36mg)

De que forma o chá oolong afecta as células do cancro da mama?
Foi observado de que forma os extractos de chá afectam a viabilidade das células do cancro da mama e de que forma as células tratadas com os extractos causam alterações morfológicas e danos no ADN. Foi também analisado de que forma o extracto do chá oolong afectou a formação e crescimento de colónias de células cancerígenas.

Dr. Chunfa Huan, autor dos estudos e professor associado de pesquisa no departamento de medicina interna, explica que, com base nos resultados do estudo, o chá oolong tem um papel de “inibir o crescimento de células do cancro da mama, proliferação e progressão tumoral”, assim como o chá verde.

Em 2018, mais de 250 000 mulheres nos EUA foram diagnosticadas com cancro da mama. Pelo menos 41 000 morreram devido ao cancro.

Com a triagem, diagnóstico precoce, classificação de subtipos moleculares e melhorias no tratamento, as mortes relacionadas ao cancro da mama estão em declínio. Apesar dessas melhorias, ainda há a necessidade de tratamentos e estratégias de prevenção mais eficazes e naturais.

Os cientistas perceberam que o chá, originário da China, é utilizado na medicina tradicional desde os tempos antigos. Da produção mundial, pelo menos 78% é de chá preto, 20% de chá verde e 2% de chá oolong.

Para o estudo, os cientistas testaram cinco extractos de chá diferentes em seis linhagens de células de cancro da mama diferentes. Os resultados revelaram que tanto o chá verde quanto o chá oolong extraíam o crescimento celular de cancro da mama em todas as seis linhagens de cancro da mama. Por outro lado, as células tratadas com extractos de chá preto apresentam pouco ou nenhum efeito.

Foi observado que tanto a incidência quanto a taxa de mortalidade do cancro da mama na província de Fujian, China, eram muito menores em comparação com a média nacional.

A província de Fujian teve uma incidência 35% inferior de cancro da mama e 38% menor de taxa de mortalidade.
Os cientistas também descobriram que os indivíduos que consumiam frequentemente chá oolong tinham uma incidência 25% menor em comparação com a média em Fujian e uma incidência 50% menor do que a média nacional. Vale a pena notar que a taxa de mortalidade dos grandes consumidores de chá oolong foi 68% menor que a média nacional.

 

 

A quimioterapia vale a pena? Estudos comprovam que não

 

[via]

Gostou deste artigo?

Clique nas estrelas para avaliar o artigo!

Classificação média / 5. Número de votos:

Como achou este artigo útil...

Siga-nos nas redes sociais!

Também poderá gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.