Fazer sauna pode diminuir o risco de AVC

PUBLICIDADE

 

Um estudo recente revelou que fazer sauna com regularidade pode reduzir significativamente o risco de acidente vascular cerebral (AVC).

Vários são já os estudos a estabelecerem associações benéficas entre a sauna e a tensão arterial, o risco de demência e até risco de morte por doença cardiovascular.

Desta vez, uma equipa de investigadores da Universidade de Bristol propôs-se investigar o potencial impacto da sauna sobre o risco de AVC, recrutando 1.628 participantes com uma mediana de idades de 63 anos e sem historial de AVC.

Os participantes responderam a questionários sobre a frequência de saunas e outros factores que poderiam influenciar o risco de AVC como o colesterol, consumo de álcool, tensão arterial e prática de exercício físico.

Os participantes foram seguidos durante uma média de 15 anos. Durante o período de acompanhamento, 155 participantes sofreram um AVC.

Foi apurado que os participantes que faziam sauna uma vez por semana apresentavam uma taxa de 8,1 AVC por 1.000 pessoas-anos, os que faziam sauna entre duas a três vezes por semana exibiam uma taxa de 7,4 AVC por 1.000 pessoas-ano e no grupo que fazia sauna quatro a sete vezes por semana a taxa descia para 2,8 AVC por 1.000 pessoas-anos.

Por outras palavras, os participantes que faziam sauna entre quarto a sete vezes por semana tinham uma propensão 60% menor de sofrerem um AVC do que os que faziam apenas uma vez por semana.

“As saunas parecem exercer um efeito de diminuição da tensão arterial, que poderá estar subjacente ao efeito benéfico sobre o AVC”, explicou Setor K. Kunutsor, autor sénior do estudo.

No entanto, este estudo é de natureza observacional e só pode demonstrar uma associação entre a quantidade de saunas feitas e o risco de AVC, sendo necessários mais estudos.

 

Via: Estudo publicado na “Neurology”, artigo

PUBLICIDADE

Também poderá gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.