Quantcast

Foda-se a opinião dos outros

Todos os dia, a partir do momento em que acordamos, vivemos as nossas vidas de acordo com o que as outras pessoas pensam acerca de nós.

Caminhamos pela vida a fazer coisas para agradar os outros. Como é que estas calças me fazem parecer? O que vão pensar os meus colegas se eu falar? Se eu tomar esta decisão o que é que os meus amigos e familiares vão pensar de mim?

Passei inúmeras horas, dias e até anos a dar importância à opinião das outras pessoas. Isso incomodava-me e perguntava-me como podiam chegar a essa conclusão, por que pensavam assim ou como é que eu poderia mudar aquilo que pensavam acerca de mim? Tempo perdido. Mas a verdade é que essas pessoas também estão a pensar exactamente a mesma coisa sobre elas próprias.

O que as outras pessoas pensam sobre nós é problema delas, não nosso.

Viver uma vida seguindo os ideais das outras pessoas é uma forma terrível de viver.

Somos humanos, seres sociais, e a introspecção dessas opiniões é absolutamente normal. O que não é normal, é deixar que estas opiniões nos afectem negativamente. É o pior que podemos fazer connosco próprios.

É impossível corresponder às expectativas de todos. Haverá sempre pessoas que nos vão julgar. Agora mesmo deve estar alguém a julgar este texto que escrevi. Não podemos impedir que as pessoas julguem, mas podemos impedir que esses julgamentos nos afectem.

Chega! Foda-se para a opinião dos outros.

Não estou a dizer que devemos ignorar completamente a opinião das outras pessoas. Muito pelo contrário. Converse com pessoas que sejam importantes para si (amigos e familiares mais íntimos, colegas, etc.), ouça as suas sugestões e conselhos e aplique apenas aquilo que achar necessário.
Mas cuidado, porque a família também pode se tornar demasiado crítica e esperar que os agrademos. Por vezes conseguem ser bem piores que os estranhos que nos julgam cruelmente.

Leia também:  [Poema] Viagem ao outro lado...

Se recolher algumas sugestões construtivas, então reflita e processe. Caso as sugestões sejam para que você mude como eles gostariam que você fosse, ou a pura crítica negativa, apenas sorria educadamente e mentalmente diga: “Foda-se!”. É fácil. São estas opiniões negativas que precisam ser descartadas. São tão irrelevantes quanto as notícias dos namoros das celebridades. Não é da nossa conta. Não nos interessa e não nos acrescenta nada.

As pessoas que nos amam são as pessoas que vão estar lá nos nossos piores momentos. Concentre-se nessas pessoas porque são as únicas que importam. Após ouvir os conselhos e sugestões decida o que deve acontecer. Aprenda a aceitar o bem e a descartar o mal. Não permita que as opiniões das outras pessoas moldem a sua vida e o afectem negativamente.

Temos de viver a nossa vida conforme acharmos mais adequado. Porque no final, somos nós que temos de pagar a conta. Ninguém tem voz neste processo. Apenas nós próprios.

O mundo já está cheio de pessoas que estão presas ao status quo. Mas as pessoas que não se importam com o status quo são as que mudam o mundo.

Leia também:  Portugueses vivem mais anos do que a média da UE mas menos saudáveis

Existem muitas “ovelhas” neste mundo e é muito chato.

Não podemos mudar a opinião dos outros. É um trabalho cansativo, elas não vão ser capazes de mudar de opinião, e na verdade elas nem se importam verdadeiramente connosco.

Comece a viver a vida da forma que quer, seja destemido como quando era criança e defenda sempre, sempre, a verdade. A sua. A dos outros. A do mundo.

Ligue o seu “foda-se” mental e tenha uma vida melhor.

0 0 VOTOS
Avaliação do artigo
🔥 Sugestões:

rickyunic

Um projecto com mais de 19 anos, onde apresento e abordo assuntos que me interessam a cada momento da vida. Desde humor, a saúde, passando pela tecnologia, a sexualidade e a espiritualidade. Tudo é válido neste espaço. Conto consigo para passar um bom momento a dois. Peace and Love. Carpe diem. Namastê.

Também poderá gostar de...

0 0 VOTOS
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários