Quantcast

O quadro das sombras

No canto mais sombrio da sala, pendurado silenciosamente na parede, está um quadro que é mais do que meras pinceladas e cores. Ele é a representação dos nossos medos e inseguranças mais profundas. Uma obra de arte de sombras e tormentos como um espelho que reflecte as complexidades da nossa mente.

Cada traço entrelaçado, cada sombra, parecem dançar num sinistro balé e uma sinfonia visual que ecoam os nossos medos mais ocultos, as noites de insónias e pensamentos inquietantes que muitas vezes nos atormentam. Os tons escuros e opressivos capturam a essência dos nossos medos, como se estivessem aprisionados no quadro, chamando pela nossa atenção. A gritar insistentemente pelo nosso olhar…

Quando nos aproximamos desse quadro, sentimos uma tensão palpável no ar, como se as sombras retratadas na tela nos quisessem puxar para dentro do seu abismo. É como se estivéssemos a encarar de frente os nossos próprios demónios interiores, aproximando-nos para o abismo da nossa própria mente. E, por um momento, lembramo-nos da vulnerabilidade, do medo e da insegurança que carregamos e que tentamos esconder do mundo.

Quando decidimos seguir em frente, algo de extraordinário acontece, à medida que nos afastamos desse quadro sinistro e sombrio, sentindo uma sensação indescritível de libertação. Como se ao cruzar as arestas da tela estivéssemos a deixar para para trás o peso dos nossos medos, inseguranças e angústias.

Leia também:  Conexões invisíveis

Neste pequeno e simples quadro pendurado na parede da nossa alma, encontramos a chave para a nossa própria libertação. É como se o facto de que, a cada passo que damos em frente, fosse um exercício da nossa própria coragem e autodeterminação e uma prova da nossa resiliência e força interior. A cada passo que damos além do quadro, sentimos que estamos a deixar para trás o peso que nos impedia de avançar na nossa vida.

Nesse momento, percebemos que o quadro na parede não é apenas uma representação sombria dos nossos medos. Ele ensina-nos que, os nossos medos e inseguranças, são como sombras na parede projectadas pela luz intensa da nossa própria força interior. Quando escolhemos seguir em frente, deixamos para trás as correntes opressivas e invisíveis que nos prendem, descobrindo que somos mais fortes do que jamais imaginávamos, apesar das sombras que nos cercam.

Ele torna-se um testemunho silencioso da resiliência e da coragem que reside dentro de cada um de nós, lembrando-nos de que somos capazes de conquistar qualquer desafio que a vida nos apresente.

Leia também:  Dessensibilização - quando o medo e ansiedade se apoderam de nós próprios

O Anjo da Noite

5 1 voto
Avaliação do artigo
🔥 Sugestões:

Anjo da Noite

Entrego-me à dança das palavras. Cada poema é uma viagem ao coração noturno da alma, onde as estrelas são as minhas testemunhas silenciosas. Um amante da noite, pintando os sonhos com versos e guiando as almas pela magia das letras.

Também poderá gostar de...

5 1 voto
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários