Aprenda a dominar a arte de dizer não

© Rickyunic World
Partilha nas redes:

Sim ou não? A escolha entre o sim e o não, não poderia ser maior, mas apesar do que poderá ter aprendido, o “não” é tão importante quanto o sim.

É um mito comum que as pessoas bem-sucedidas digam “sim” a tudo. De facto, quando fazemos isso, o nosso desempenho é prejudicado, impossibilitando o controlo de tudo. No final, decepcionamos todos – especialmente nós próprios.

Embora seja verdade que devemos aproveitar as oportunidades que beneficiem os nossos objectivos a longo prazo e que nos tragam satisfação, muitas pessoas confundem isso com a ideia de dizer “sim” a quem pede um favor ou nos apresenta uma oportunidade.
Obviamente, a razão pela qual as pessoas gostam de dizer “sim”, é óbvia; é a esperança de que o favor ou oportunidade, de alguma forma, beneficie os seus objectivos finais.

 

“Vivemos numa cultura do “sim”, na qual esperamos que a pessoa que vai chegar à frente seja a pessoa que diz sim a tudo o que aparecer no caminho. No entanto, é quando as pessoas aprendem a dizer não que eu realmente vi as suas vidas evoluir”. – Dara Blaine

 

Por que devemos dizer “não” mais vezes

Por que devemos sentir-nos mais confortáveis em dizer “não”?

Em primeiro lugar, quando dizemos “sim” a tudo e a todos, as nossas prioridades são postas em segundo plano. Também vamos ter a tendência de nos sentirmos esgotados e stressados, porque o nosso tempo não está agendado como desejaríamos.

E piora…

Ao dizermos “sim” constantemente, não teremos tempo para dedicarmo-nos a coisas importantes para nós próprios (como a nossa carreira, hobbies e família). E, apesar do que possamos pensar, vamos parecer inseguros, pois as outras pessoas vão perceber consciente ou inconscientemente que somos pessoas pouco assertivas quando se trata das nossas próprias necessidades e limites.

Dizer “não” devia ser fácil, certo?

Muitas pessoas, especialmente aquelas que se identificam como bajuladoras e que tentam constantemente agradar os outros, acham muito difícil pronunciar esta palavra de três letras.

Mas deixe-me partilhar um segredo consigo: é inútil tentar agradar toda a gente.

Outro factor que impede as pessoas (talvez você mesmo) de dizer não, é o medo de decepcionar os outros. Embora esse seja um medo compreensível, lembre-se de que é necessário cuidarmos de nós próprios. E se estivermos excessivamente stressados e cansados, não vamos ser uma grande ajuda para aqueles a quem dedicamos o nosso tempo.

 

RELACIONADO:  O que é a felicidade? E por que é importante?

 

Identifique as suas prioridades

Sabe o que precisa fazer contra o que se sente obrigado a fazer?
Pense nesta questão por um minuto.

Se não tiver certeza das suas prioridades, reserve um tempo para listar tudo o que está a fazer neste momento e as coisas que desejava fazer.

As coisas mais importantes vão se destacar e poderá pensar mais rapidamente nas razões pelas quais essas coisas são importantes para si.

O próximo passo é pensar noutros itens com os quais você se comprometeu. Aprender a priorizar efectivamente pode ajudar a tornarmo-nos mais eficientes, economizar tempo e diminuir stresse. Isso porque, quando temos consciência do que é mais importante, é mais fácil decidir onde concentrar o nosso tempo e energia.

 

 

Como dizer não

Então agora que sabe por que deve dizer não e como priorizar as suas tarefas, a pergunta que deve estar a fazer é: “como digo não?”.

A resposta pode ser encontrada nas sete dicas abaixo:

1. Seja directo e utilize frases como “não, não quero” ou “não, não posso”.
2. Não sinta necessidade de pedir desculpa ou inventar motivos para não fazer algo.
3. É melhor dizer “não” desde o início, se você não pode ou não quer fazer alguma coisa. Isso evitará que se sinta ressentido mais tarde.
4. Utilize o poder a polidez, respondendo: “obrigado por perguntar, mas…”.
5. Imagine-se dizendo não. Pode fazer isso visualizando “filmes mentais” na sua mente.
6. Evite dizer coisas como “deixe-me pensar sobre isso”, se você já sabe que não quer fazer.
7. Lembre-se sempre de que a sua auto-estima não depende do que ou quanto você faz pelos outros.

 

RELACIONADO:  Consumo de cigarros electrónicos nos jovens é preocupante

Para realmente esclarecer estes pontos, releia todos eles novamente antes de prosseguir.

Agora, não precisa de adoptar todas as sete dicas, mas provavelmente é desejado adoptar pelo menos duas ou três. Ao fazer isso, vai ganhar força emocional e mental para retomar o controlo da sua vida.

Quando sentir que estão a tentar aproveitar-se de si, diga não. E quando lhe pedem para fazer coisas que o distraem das suas tarefas prioritárias, também diga não.

O “não” é uma palavra incrivelmente poderosa que pode afastar a escória da sua vida. E, uma vez que comece a utilizar esta palavra com regularidade, a sua confiança vai aumentar e colocará a sua vida numa nova trajectória.

Partilha nas redes:

rickyunic

Um projecto com mais de 15 anos, onde apresento e abordo assuntos que me interessam a cada momento da vida. Desde humor, a saúde, passando pela tecnologia, a sexualidade e a espiritualidade. Tudo é válido neste espaço. Conto consigo para passar um bom momento a dois. Peace and Love. Carpe diem. Namastê.

Também poderá gostar de...